Segredos de Sangue, um suspense bem elaborado

Segredos de Sangue com Mia Wasikowska é um suspense muito bem elaborado com alguns traços que nos lembram Hitchcock. Na história o pai morre no dia do aniversário da filha que completava 18 anos. Várias pessoas vem ao enterro e um tio sumido também aparece, assim como uma tia tardia que aparece em algum ponto da história.

O filme é tão bem planejado que dá-se a clara impressão que até um terço do filme, mais ou menos, não está acontecendo absolutamente nada, isso é um ledo engano, pois os elementos estão todos lá, mas só vamos descobrir depois.

Propositalmente Segredos de Sangue é construído para aparentar lentidão, o que causa maior aflição quando os desvendamentos começam a ocorrer. A violência do filme foi abrandada com silêncios e palavras.

Os diálogos do filme nos lembram um bom livro que nos embala a outras palavras que não estão sendo ditas. Algo ruim está no ar, o tempo todo, mas não sabemos o que é até que já estamos enlaçados.

O diretor conseguiu com esse filme a proeza de lindíssimos e estranhos enquadramentos. Ficamos embevecidos em enquadramentos estranhíssimos, onde se dá prioridade à saia voando, pés que vão trocando de sapato.

A atriz principal que faz o papel da filha Mia, fez anteriormente Alice no País das Maravilhas. Em Alice ela não foi tão boa, mas aqui ela simplesmente mostra ser uma revelação.

O filme Segredos de Sangue é proibido para menores de dezesseis anos com uma das cenas mais problemáticas que já vi no cinema e além de uma das mais bonitas, uma das que trazem maiores implicações que me lembro. A cena do banheiro é emblemática e proibida.

Eu tinha lido que havia uma cena muito sexy ao piano e não acreditei, dou a cara à tapa. Outra cena memorável e que é sensual é a do sapato.

Vai por mim, você imagina até um terço do filme que não está acontecendo nada, isso é a mais pura ilusão. O diretor tem toda a trama nas mãos e o telespectador também.Espetacular filme de suspense que eu assino embaixo.

Paulo Sérgio Lários

Paulo Sérgio é Presbitero, tecnico de informática e escritor
Leia mais:
Fechar