O que é anorexia emocional, causas e efeitos

Você não consegue se envolver emocionalmente, tem dificuldade de estabelecer vínculos afetivos? Você pode estar sofrendo de anorexia emocional. No conceito físico, anorexia é o distúrbio alimentar das pessoas que procuram ser magras excessivamente.

Elas se alimentam e depois dão um jeito de eliminar rapidamente o que foi consumido e, sentem-se culpadas por terem tido um “deslize” de se alimentarem.

Recentemente alguns grupos de autoajuda começaram a usar o termo anorexia emocional para definir as pessoas que não conseguem estabelecer vínculos afetivos, apresentando em muitos casos, fobia social.

As características principais incluem dificuldade extrema de ter um envolvimento afetivo, dar e receber afeto e carinho. Esse termo não é reconhecido oficialmente pelo Manual de transtornos mentais, mas é considerado pelos especialistas, como desordem compulsiva para receber e dar amor.

Causas da anorexia emocional

A maioria dos distúrbios emocionais e sociopatias tem sua causa principal na infância ou adolescência. Relacionamentos que foram rompidos ou a perda de entes queridos que causaram extrema tristeza ou solidão, podem fazer com que o subconsciente associe os fatos e bloqueie o desejo de se relacionar.

A mente associa relacionamento a dor e depressão e faz com que a pessoa não consiga manter um relacionamento profundamente.

Mesmo que ela tenha um parceiro (a) não consegue se integrar na relação. Pessoas com anorexia emocional geralmente não têm amigos mais íntimos.

Rompimentos de relacionamentos afetivos onde havia muito envolvimento também podem causar o distanciamento da pessoa de novos relacionamentos.

O motivo é o de que ela não quer mais ser rejeitada, então prefere evitar se relacionar para não perder novamente a pessoa amada. Evita ter o prazer da relação para não sofrer a dor da separação.

Os episódios de abandono criam uma atmosfera de baixa auto-estima, medo de não ter correspondência em seus sentimentos e, principalmente o receio excessivo de ser descartado novamente.

Tendo muitas características parecidas, a anorexia emocional pode ser confundida, erroneamente com timidez. Indivíduos tímidos tem dificuldade de se relacionarem mas não têm medo de terem um relacionamento.

Ciclo de frustrações

Os anoréxicos emocionais, não têm dificuldade em começarem um relacionamento. Simplesmente não o aprofundam, vivendo um fracasso após o outro, criando um ciclo interminável de frustrações.

Muitas vezes para tentarem ter um pouco de contato com outras pessoas lançam-se em relacionamentos seguidamente na busca de satisfazerem seus desejos. Muitos começam uma vida sexual com várias pessoas sem se apegar a nenhuma.

Indivíduos que agem dessa forma estão apenas procurando uma forma de mostrarem a si mesmos que são capazes de se relacionarem, mas não se permitem experimentar o prazer real das relações que seria a capacidade de dar amor e também receber. O anoréxico emocional não se acha capaz de receber afeto.

Efeitos importantes da anorexia emocional

anorexia emocional

Os efeitos mais contundentes da anorexia emocional estão relacionados justamente com a falta de capacidade de manter um relacionamento seja afetivo ou de amizade. Isso faz com que haja uma introspecção muito grande do indivíduo e uma auto-marginalização social.

A pessoa não se sente bem em nenhum ambiente, com nenhum grupo de pessoas o que faz com que se isole completamente do convívio social tão necessário para nossa evolução.

Muitas vezes também os parceiros (as) de pessoas assim, por não receberem carinho do outro acabam achando que o problema está com elas, criando novos seres desequilibrados emocionalmente.

Até que se reconheça o quadro da falta de capacidade de se relacionar, muitas pessoas acabam se achando incapazes de agradar essas pessoas.

O refúgio na internet

A internet possibilita ainda mais a falta de contato. A pessoa se isola em um mundo à parte e acaba se relacionando virtualmente, sentindo-se satisfeita por não precisar ter realmente contato com outra pessoa.

Muitos indivíduos com esse problema não suportam nenhum tipo de contato físico, até o mais simples cumprimento social.

A infidelidade é também, um acontecimento rotineiro em relacionamentos que envolvam anoréxicos emocionais. A falta de capacidade de sentir algo pelo outro faz com que ter outro parceiro paralelamente seja corriqueiro e até normal.

Não existe a preocupação com ferir os sentimentos alheios e sim apenas uma busca do que lhe é conveniente. O que realmente faz com que as pessoas se relacionem é a vontade e necessidade de sermos atendidos em nossos desejos de carinho e amor.

Quando damos esses sentimentos para outras pessoas é normal que recebamos o mesmo de volta. Quando isso não acontece por algum motivo acabamos por escolher pessoas que sejam capazes dessa retribuição.

Os anoréxicos emocionais devem procurar um tratamento psicológico para não se tornarem eternos solitários com distúrbios sérios de falta de afeição e apego.

Leia mais:
Fechar